sexta-feira, 29 de julho de 2011

Seja "o cara"

É  paradoxal, mas a realidade é que para alcançar a propalada liberdade financeira, garantir bons aportes e chegar a um bom patrimônio financeiro é fundamental que você seja um cara indispensável no trabalho e que ganhe, conseqüentemente, um bom salário e benefícios.
Para parar de trabalhar você tem que ser “o cara” no trabalho durante alguns anos. Faça parte do circo, use ele a seu favor. Digo isso em uma posição privilegiada, trabalho em uma dessas grandes empresas e vejo esse circo de perto, com olhos atentos, quase antropológicos. Reflita comigo, você sabe trabalhar com Excel, Word, Power Point? Não digo fazer o elementar, você sabe usar as ferramentas do Office muito bem? Bem pra caralho? Entenda que por mais genial que você seja, apenas um curso poderá te garantir uns macetes que farão de você o solucionador de “picas” da firma. Poucas pessoas sabem mexer bem no Office, faça um bom curso, invista seu tempo e inteligência nisso, com esse aprendizado facilite a vida de quem manda na empresa.  Não quero soar como um Max Gehringer dos pobres, mas a experiência de vários anos em empresas me deixa confortável em dividir algumas experiências.
E inglês? Você sabe falar inglês? Digo falar inglês mesmo, ter fluência em conversas, saber responder email, dar informações, etc. Com a internet temos possibilidades infinitas de desenvolver conhecimento e estar em contato com falantes nativos. Fica aqui a última e mais preciosa dica: o ITunes U. A Apple realmente quer que você se dê bem na vida (talvez para rolar uma grana extra e você se tornar um consumidor dos gagdets do Steve Jobs). Para quem não conhece, o ITunes U(download em http://www.apple.com/br/itunes/ ) é uma plataforma, dentro do ITunes, que disponibiliza (gratuitamente) aulas e palestras de várias universidades do mundo, dentre elas: Stanford, Harvard, UC Berkeley, MIT, New York Academy of Art, etc. Você pode praticar seu inglês e estar “dentro” da sala de aula das universidade que formam os grandes líderes globais. Outro dia vi a palestra de uma VP da Google, a primeira engenheira da empresa, que foi contratada na própria universidade de Stanford, pelos colegas de turma Larry Page e Sergey Brin (os fundadores da bagaça). É sensacional! Vale o download, a visita e o treino diário. Sei que a rotina é corrida e desgastante, mas para termos rotinas mais tranqüilas e serenas sugiro essas pequenas práticas.
Obs.: A ideia do post surgiu de um comentário anônimo (no post abaixo) que previa chegar aos 500k somente daqui 9 anos. Para tentar antecipar a data, ele joga na loteria federal. Cada um com seu cada um, mas acho que se especializar para ganhar um salário melhor é mais garantido.

Bom final de semana!

15 comentários:

  1. Rs fui eu que falei da loteria federal e que eu nas projeções demorarei 9 anos pra chegar aos 500k e 14,15 nos 1M.

    Eu respondi no post lá mas acabei colando um outro comentário se puder apagar.

    Enfim, concordo com o que falou. Tem que ser indispensável, tem que fazer mais que o cara do lado. Tem que ir lá e fazer macros e ferramentas de excel fodonas, powerpoint bem feito e interessantes, etc. Tem que saber modelos, técnicas, ferramentas.

    É estressante pra caramba mesmo, no caso da minha empresa a qualquer momento é demissão se não atender, é estress demais.

    Triste essa vida...

    ResponderExcluir
  2. Tem dicas de sites ou cursos de apresentação de power point? (Não esses que ensinam o óbvio)

    ResponderExcluir
  3. Ou quem sabe porque não, não partir para o empreendedorismo e não mais depender dos outros para garantir o seu sustento.. É o caminho mais difícil mas se bem estudado pode dar bons frutos. Muito bom seu blog

    Abcs,

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o FI. Eu parti pro empreendedorismo, trabalha-se pra kct, mas a parte financeira compensa, com a vantagem da flexibilidade e da alavancagem.

    Meus planos é vender a empresa e investir 100% do valor, isso vai representar uns 70% da minha massa crítica, enquanto isso vou trabalhando pra valoriza-la.

    ResponderExcluir
  5. Olá a todos!

    Anônimo 1: desanima, não.

    Anônimo 2: o Power Point envolve muito mais o estilo, diagramação, boas fotos (com boa resolução) que saber fazer a fonte virar, a estrela brillhar e a música tocar (tudo isso em um único slide). Minhas sugestões:
    - vai na fonte para aprender o básico (vc não deixou claro seu nível)http://office.microsoft.com/pt-br/powerpoint-help/?CTT=97
    - inspire-se em boas apresentações para fazer a sua. No ITunesU existem ótimos exemplos de como fazer uma boa apresentação.
    - vou compartilhar um email que recebi, sobre algumas dicas de apresentação do Steve Jobs. Bem legal. Acompanhe novos capítulos do blog.

    FI: Fico feliz com o seu elogio. Temos um trabalho enorme para atualizar o blog (como exemplo esse post simples me custou 1 hora e 1/2) e seu reconhecimento me dá forças para seguir atualizando (é meio clichê, mas é a pura realidade). Quanto à possibilidade de empreender como opção ao trabalho é um fato, vou abordar esse tema em um próximo post.

    Corey: Tudo certo, meu chapa? Gosto da sua audiência e seus comentários. Tenho uma vontade enorme de empreender, mas entrei em uma etapa de minha vida profissional em que estou com um ótimo salário e ótimos benefícios. É muito difícil largar tudo e partir para uma empreitada individual (talvez quando tiver uns 500k, nunca se sabe). Admiro quem tem esse talento, coragem, emprega gente e faz a economia girar. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Td blz! Olha amigo, no seu caso eu não jamais pensaria em empreender, ter um bom salário e benefícios normalmente compensa mais que ter uma empresa. Acredito que qd vc sai do trabalho deixa todos seus problemas profissionais lá, correto? Já se vc é dono, isso nunca acontece, vc nunca descansa.

    Eu penso em fazer o caminho contrário, vender a empresa, aplicar a grana e trabalhar de empregado durante uns 3 anos até eu atingir a massa crítica que preciso. Por menos que eu ganhe como funcionário, será mais que o suficiente para me manter até atingir a IF, com a a vantagem de ter menos dor de cabeça, rsrs!

    De qualquer forma, empreendedorismo é um bom caminho e um bom assunto a se debater.

    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  7. A diferença é que sendo empreendedor a massa sobe até o céu e o negócio é seu, o orgulho é seu.

    Sendo empregado sofre assédio moral, abusos de chefes, maus tratos, demissões é mandado por todo mundo, ordens absurdas e sem noção.

    Ganhar os 9100 do parar de trabalhar num bom ambiente detrabalho sendo chefe e com bons horários até vá lá, mas ganhar 2000 tomando porrada de chefe, horários podres não é pra todo mundo.

    Pergunta: Quanto é um valor bom para a massa crítica que o Buffet tanto fala no Brasil?

    ResponderExcluir
  8. Realmente ganhar 2k e sofrer no trabalho é complicado, nesse caso acho válido encarar ser empreendedor, aliás, foi por isso que eu entrei nessa. As perspectivas de ganho são realmente maiores, assim como os problemas, chega uma hora que bate saudade de levar comida de toco de chefe e passada de perna de colega!

    Acho que não existe um valor bom de massa crítica para o Brasil, isso é totalmente generalizado, o que existe é um valor individual, dependente de n fatores, onde o principal (na minha opinião) é o padrão de vida. Quanto maior o padrão que o cara quer levar, maior a massa crítica que deverá ser acumulada. No meu caso, 500k já são suficientes, me proporcionará renda perpétua e me protegerá da inflação.

    Empreender não é a única forma de levantar grana, dependendo da profissão acaba sendo mais válido investir na carreira que montar uma empresa. Isso vai de cada um.

    Acho que por aqui todos concordam com uma coisa: trabalhar é um saco, seja como empregado ou como patrão!!!

    ResponderExcluir
  9. Discordo, acho ser patrão muito mais digno e com maiores chances de atingir a vitória do que ser um eterno pau mandado. Reclamas de barriga cheia amigo, vem aqui ser humilhado por chefe pra ver se ser empreendedor não é um sonho?

    Nasci pra mandar e não pra ser mandado ou dog de chefe louco!

    Mas respeito tua opinião, e boa sorte a nós!

    ResponderExcluir
  10. Anônimo, é aquela coisa: o jardim do vizinho é sempre mais verde, rsrs. Acho que cada um nasceu pra uma coisa, se vc tem vontade de ser empreendedor terá muito mais chance de sucesso que eu por exemplo, que entrei nessa somente pra levantar grana, mas não tenho o menor saco pra aguentar os problemas da posição.

    Cara, vc tá certo, tem que partir pro que vc tem vontade mesmo, vai ser muito mais feliz! Corre atrás, coloque idéias em prática, acredite: não é preciso muita grana, dá pra alavancar. Eu fiz isso, entrei na minha empresa com 16k e hj ela vale mais de 200. É possível!!!!

    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  11. Viu 16k para 200k. Quem como funcionário consegue isso? Só ganhando muito o que demora e é pra poucos!

    Parabéns Corey

    ResponderExcluir
  12. Boa, Corey! Eu no seu lugar não pensaria em passar o negócio pra frente tão cedo. Esse salto de 16k para 200k pode continuar, só depende do seu talento e dedicação. Uma curiosidade, é algo relacionado à internet?

    ResponderExcluir
  13. Não é relacionado à internet, é algo beeeeemmmmm convencional, rsrs. O salto pode continuar sim, acontece que eu não tenho mais saco, aí já viu, é melhor desocupar a moita e fazer coisa girar dando oportunidade pra outro com mais tesão pela coisa.

    ResponderExcluir
  14. Concordo plenamente.

    Meu objetivo apesar dos meus 38 anos é passar num concurso publico com 16 mil de salario e a partir daí iniciar os aportes mais agressivos.

    Ou seja, primeiro defina sua fonte de renda, depois economize e faça aportes cada vez maiores.

    ResponderExcluir