sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Entrevista com o Viver de Renda

Interessante notar como influenciamos os outros e como somos influenciados a todo momento. Em uma dessas, há cerca de dois anos e totalmente sem querer (lendo uma revista adolescente feminina) conheci o blog Viver de Renda. As horas que passei lendo os posts, os planos, comentários foram totalmente em encontro com aquilo que sempre planejei pra minha vida e nunca consegui articular tão bem pra mim mesmo e para os que me cercam. Uma outra forma de viver é possível, menos status, menos ostentação, mais tempo para curtir a vida (e o que você quiser fazer dela). Montei meu blog, abri meu patrimônio para quem quisesse ver. Vi uma multiplicação de blogs, de mais gente almejando a independência financeira, mas continuava seguindo muito atento o VR, até o momento em que ele parou de fazer as atualizações mensais. Tive a ideia de fazer essa entrevista nesse momento, passei a sentir falta das opiniões, dos pitacos, dos artigos, dos planos futuros...

Espero que gostem!

1) Com 1 milhão na mão acredito que temos tendência a ser mais desafiadores e a reduzir a quantidade de sapos que engolimos por dia. Como está no trabalho, você se vê mais solto e propenso a dizer algumas verdades?

Felizmente meu ambiente de trabalho é muito bom, apesar de estressante. Não tenho qualquer problema e me dou muito bem com todos, portanto não imagino meu comportamento sendo modificado pelo valor do meu portfólio.

2) Atualize-nos sobre seu plano. Você se vê vivendo de renda? Mantém o prazo de novembro de 2025? Mantém o montante de R$3.112.500? Como pretende ocupar as 16 horas do dia caso realmente decida viver de renda?

Com certeza, me vejo sim! O meu prazo limite é em novembro de 2025, mas estou trabalhando para parar antes disso! 3 milhões já proporcionam R$10.000,00 de renda passiva com tranquilidade, que é um valor que hoje me atenderia muito bem. Quando chegar nesse valor vou balancear se aumento ainda mais minha renda passiva ou se de fato vou viver de renda. Não pretendo fazer nada demais vivendo de renda: acordar tarde, comer bem, malhar, jogar no PC, viajar, etc. Para mim, tempo + paz + saúde = sucesso.

3) Você influenciou muita gente (a começar por este que o escreve), todos os blogs que surgiram sobre independência financeira e que divulgam os valores da carteira são filhos desse seu sonho. Cara, sentimos muita falta dos seus posts de atualização, dos comentários sobre os fechamentos do mês. O que podemos esperar do blog é o formato que temos hoje?

Como o blog não possui motivação financeira, ele acaba sendo um espelho da minha própria motivação sobre finanças e investimentos e a vontade de escrever artigos sobre o tema. Não vejo as atualizações mensais voltando nem no curto nem no médio prazo, pois pouco se aprendia e muito se trollava, portanto não esperem nada além do que existe hoje.

4) Você havia citado em um de seus posts que é bem dependente de sua colocação profissional atual, de forma que caso a empresa em que trabalha vá a falência, você demoraria um tempo para se recolocar. Nesses tempos de baixa remuneração nos investimentos e caso seu emprego deixe de existir você cogitaria empreender ou tentaria se recolocar?

Sem dúvida empreender, a recolocação seria extremamente complicada. É um grande fator de ansiedade meu conforme já coloquei no meu blog e de difícil solução senão através de mais e mais aportes.

5) Casamento e filhos em vista?

Sim, eventualmente. Não. 

6) Se pudesse voltar atrás, o que teria feito diferente em sua vida financeira?

Diversificado mais desde o início. Talvez eu tenha sido demasiadamente otimista com ações.

7) Se arrepende de não ter feito algo na ânsia por poupar?

Sim, principalmente em 2007 quando eu vivi com algumas privações: fazia contas R$/caloria ingerida (longa vida ao macarrão!), só saía de 15 em 15 dias pra tomar uma cerveja e uma porção de fritas, atrasava ao máximo a manutenção do carro (economia porca, eu sei), até o cabelo eu deixava crescer bastante antes de cortar. Ainda assim poupava o que dava, o que era cerca de R$50,00-R$200,00 por mês. Esses R$1.500,00-R$2.000,00 economizados obviamente me fizeram muita falta na época e, olhando hoje, não acelerou em nada a minha independência financeira.

23 comentários:

  1. para dar sequencia, se um dia criar um blog, entrevisto o parar de trabalhar. Tambem li muitos dos seus posts no inicio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, obrigado pela leitura, fico feliz que o tenha motivado em uma jornada tão impoortante.

      Abs.

      Excluir
  2. Não entendi bem a relação do blog do "Viver de Renda" com uma "revista adolescente feminina".

    A entrevista estava na revista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não entendi, o Viver de Renda apareceu na Capricho? rsrs

      Excluir
    2. Anônimos, não me recordo o nome da revista, mas nela tinha uma colunista que falava sobre finanças e indicou o blog do VR.

      Excluir
  3. Também comecei a ler esse tipo de blog a partir do Viver de Renda. Interessante que o queria mudar é a diversificação, estou nesse dilema agora, se eu diversificar demais fico com receio de perder rentabilidade, mas diante desse comentário vou estudar mais sobre a necessidade da diversificação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé das Couves, ótimo que essa entrevista tenha te alertado para esse ponto. Já fez sentido tê-la publicado.

      Abs.

      Excluir
  4. Não poderia deixar de expressar minha opinião aqui, né?

    Nosso amigo tem seus méritos, mas atualmente é mais marketing e menos performance. Ou, como eu costumo dizer, mais "lenda" do que "renda". Um plano que deveria acabar em 2025 e já está com 1/3 de meta cumprida em 2 anos certamente contou com muito apoio externo. O VR tem todo o direito de aportar 200K ou 300K. O que ele não tem o direito de fazer é esconder a origem desses aportes e deixar as pessoas pesarem que qualquer um pode juntar 1 milhão em dois anos! Diz logo que esse dinheiro é de uma empresa e ponto! Ou é dinheiro injetado por terceiros, que é minha teoria.

    O fato de não querer dar o braço a torcer em relação aos aportes, fez com que nosso amigo parasse de postar atualizações. Decisão inteligente. Retirou-se no auge.

    Acreditem: O VR já possui a IF e o blog é só um passatempo. Na verdade, esse blog e essa história serão parte de um livro que o ajudará ainda mais a alcançar a IF. Quero o meu autografado, ok? :-)

    É interessante deixar claro que a performance do VR com as ações não foi boa devido a sua falta de conhecimento/crença sobre análise fundamentalista. Ele crê apenas em um único indicador: o P/VPA, que deve ser baixo. Com isso, ele compra um bocado de tranqueira e levou um belo fumo. Analisar empresas com base em um único critério beira a insanidade. E ser otimista com ações em somente dois anos de existência e no meio de uma crise que se desdobra desde 2008? Por favor, vamos estudar!

    Para mim, o grande mérito de nosso amigo foi a influência positiva sobre educação financeira que o brasileiro tanto precisa. Como pode um país como o nosso ter apenas 500 mil PF na bolsa? Como podemos ter APENAS uma bolsa de valores ativa??? Um pena nosso amigo ter pouco conhecimento de RV. O forte dele é renda fixa e alocação.

    Considero boa a entrevista e gostaria de saber se o VR topa, também, ser entrevistado por mim, o Investidor Troll, o Rei da Blogosfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha... esse cara é muito engraçado. Mas como diz o ditado : toda brincadeira tem um fundo de verdade! Esse Trolla, mas no fundo entende mesmo!

      Excluir
    2. "gostaria de saber se o VR topa, também, ser entrevistado por mim"

      quem sabe assim alavanque um pouco aquele blog abandonado né, troll?

      troll, temos o blog da ostra e o seu é o blog do ostra: do ostracismo...

      Excluir
    3. O Troll é muito chato, mas falou umas verdades, esse lance de só olhar o p/vp é válido em épocas de crise, mas em tempos normais acho melhor olhar o ROE, o p/l, o DY.

      Excluir
    4. Olhar só P/VP não serve pra nada.

      MILK11 tá com P/VP 0,07!

      Possui VPA 6,77 e está cotada a 0,46!

      Oportunidade de ouuuuuuuuuuuro (dos tolos!)

      rsrsrsrsrs

      Excluir
    5. O único jeito de o anon acima saber que meu blog está no ostracismo é pq ele o visita frequentemente na ânsia de obter conhecimento.

      Excluir
  5. Olá PT
    Também comecei a postar e organizar minhas financar a partir do blog do VR e tambem do HM.
    Se ele tem sucesso na RV isso pouco importa. O mais importante foi o legado que ele deixou para muitos da nossa comunidade e devemos muito a ele.
    Para alguns podemos dizer que falta uma melhor analise fundamentalista, para outros podemos dizer que falta humildade. Todos somos imperfeitos.
    Abraço e parabéns pela entrevista.

    ResponderExcluir
  6. Olá PT,

    Também sou um dos inúmeros fãs que foi influenciado pelo Viver de Renda...me lembro em 2009 quando conheci o blog dele...foi a partir daí que comecei a investir no Tesouro Direto...confesso que poderia ter sido mais agressivo, mas o meu desconhecimento e o medo em investir no mercado de ações naquela época me fez perder inúmeras possibilidades...

    Espero chegar um dia nesse patamar tanto dele quanto o seu...

    Abraços
    Operação Alforria

    ResponderExcluir
  7. Grande PT!

    Muito legal sua iniciativa e espero que vc volte a escrever com tudo.

    O VR, vc e num segundo momento o Pobretão foram os grandes incentivadores do surgimento dos blogs, inclusive o meu. É muito legal ver os cases de sucesso surgindo.

    Volte a escrever!!!

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo blog. Apesar de olhar com certo distanciamento os resultados e concordar até certo ponto com o Troll, pois qualquer um pode colocar números em uma página de internet, me identifico com a vontade de ter liberdade financeira para seguir meus sonhos assim como você faz em seus posts, e também fugir do mundinho fake corporativo, onde vivemos o sonho de outras pessoas (não que elas estejam erradas, eu que não me encaixo mesmo). Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Muito boa a entrevista, apesar de tê-la achado meio curta.

    ResponderExcluir
  10. muito boa a entrevista!
    me add na tua lista de blogs?

    ResponderExcluir
  11. Muito bom!

    Mas o blog que influenciou meu objetivo foi o seu, sabia?
    Quando queria parar de trabalhar, joguei no google e cai aqui, e me emocionei muito de ver que mais alguém tinha essa ideia também. De lá pra cá, só muito esforço e trabalho pra sair dessa roda de ratos.

    Mas vamo que vamo que chegamos lá!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vivian

      Tudo bem?

      Salve o Google! Muito bom ler esse relato, lembro bem da mesma alegria que tive quando vi o blog do VR pela primeira vez.

      Sorte pra nós. Obrigado pelas palavras.

      Feliz 2013!

      Excluir
  12. PT, é possível obter cópia dos posts do VR? Pode me encaminhar por e-mail. janete6@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enviado ! Veja se está com a formatação certa. A ferramenta que usei para extrair os posts deu uma engasgada com o bloqueio no blog dele mas depois funfou de boa.

      Excluir